quarta-feira, 25 de agosto de 2010

Coleção - doyoulike?


(Sei que é uma coisa meio "injusta" resenhar um lance que foi feito por uma banda que é da produtora que eu trampo. Mas JURO pra vocês que fui 100% honesta em todas minhas palavras.)

Como é bom ouvir uma coisa honesta. Como é bom quando alguém abusa de sinceridade contigo, sem forçar, sem tentar fazer algo só pra te agradar.

Quando se trata de música, o impacto é maior. Pra mim, uma banda que faz o que faz pela verdade da coisa, já merece mérito.

Hoje (25/08) a doyoulike? liberou seu novo EP, “Coleção”. “Seguidor” de Uncano, primeiro CD da banda, “Coleção” é um trabalho com 8 canções, daquelas que rasgam o coração. Uma união de letras muito bem elaboradas com melodias típicas dessa banda que há algum tempo vem chamando a atenção do público gaúcho.

Pra abrir,
“Ninguém chamou seu nome”. Hit logo no primeiro acorde, é aquele tipo de canção que te ganha logo de cara. Aí aparece a já conhecida (e belíssima) “Mesmo que você não entenda”. Depois do soco no estômago dessa faixa, chega “Deserto”, que nos enche, encanta pelo vocal doce.
“Segredo” nos deixa claro que estamos ouvindo a doyoulike? que a gente conhece, aquela das batidas marcantes, intensa. O mesmo acontece com “Cura”, que faz ter vontade de sair correndo pra poder ver tudo isso ao vivo.
É então que surgem os
“Garotos Perdidos”, uma verdadeira história sobre maturidade e incertezas, narrada em um tom leve, mas perdidamente confessional.
Pra quem conhece a doyoulike?,
“Bom Dia” é um um sorriso gostoso que aparece automáticamente no rosto, por tudo o que representa, pelo que diz e transmite.
E quando você está ali, cantarolando junto, vem a canção pra encerrar o EP da forma mais absurda possível.
“Coleção”, meus caros, é inexplicável. É como se fossemos levados pela mão pra “sair por aí”, num mundo de 3 minutos e 37 segundos, com os olhos marejados e coração cheio.
E no fim, é exatamente assim que o EP inteiro nos deixa. Com uma felicidade e um orgulho por ver esses quatros meninos fiéis a eles mesmos, com a mesma essência, mas completamente acima do que um dia ousaram ser.

Uma vez escrevi sobre a doyoulike? e contei que quando ouvi pela primeira vez, não gostei. Essa resenha se perdeu poraí, assim como essa minha primeira impressão. Aquele som “gritado” que eu tanto reclamava que a doyoulike? tinha, nada mais era que um pedido desesperado pela vida. A resposta está em “Coleção”, um grande conjunto de verdades e sentimentos que, muitas vezes, nem ousamos falar.

É bom ver o quanto a doyoulike? mudou, amadureceu, chame como quiser. Mas o melhor é ver que apesar disso, eles seguem os mesmos. Honestos, sinceros e completamente felizes em ver que independente do que aconteça, o importante é seguir SEMPRE em frente, não importa a direção.


Escute COLEÇÃO - http://doyoulike.com.br/


3 comentários:

Sháa disse...

Terminei de ler com lágrimas nos olhos, assim como fiquei ouvindo o Coleção.
É difícil explicar com palavras, mas a sinceridade que nos é passada através de cada música não tem preço. Lindo demais de ouvir, a toda e qualquer hora.

beijos, @__shaa

moonlightgo disse...

A sua "tentativa" de falar sobre "Coleção" me deixou emocionada. Mais sincero que isso, puro assim... Não tem.
Lindo, Renuska, mesmo! E concordo, "Coleção" não tem nenhuma palavra pra conseguir descrever como esse EP ficou, lindo não basta.

Bjbjs.
@moonlightgo

Lais Dornelles disse...

bá. ;˜