segunda-feira, 25 de maio de 2009

Palavras pra explicar o que não se explica

Queria deixar o cabelo crescer, mas cortei de novo.
Falei que ia emagrecer, e comprei um pacote de Trakinas.
Pensei em beber menos, e comprei uma Polar.

Falei que ia parar de tirar esmalte com a unha, mas sigo aqui com as unhas descascadas.
Comentei que ia me vestir melhor, e comprei outra camiseta com dizeres engraçadinhos, igual a toda as outras guardadas no meu armário.


Prometi pra mim mesma que ia parar de ocupar minha mente pensando bobagens inúteis sobre nós dois, e sigo aqui, escrevendo sobre o vazio que tu me deixou.

Porque aí... assim como não agüento ver meu o cabelo passando do ombro, e de não suportar muito tempo sem Trakinas de morango, é só te ver sorrindo pra mim que TUDO o que eu quero fazer é conseguir é sorrir de volta. Mas eu perco o ar, e não consigo te olhar direito. Não sei mais olhar nos teus olhos, ou me sentir a vontade do teu lado. Perdi a coragem. Aquela do início, lembra?
Por isso eu só quero conseguir sorrir.
Só sorrir de volta e nunca mais pensar em nada.

Eu quero tu.

4 comentários:

. disse...

morri. e não te peço mais pra querer o contrário. porque eu só peço pros outros as coisas que eu também consigo fazer.

Iuri, Prazer. disse...

:(

Carla P.S. disse...

Tu é uma pessoa especial, parte desse pressuposto inicial.
Bah, trakinas é tudo de bom.
Um beijo, e um café pra iniciar a semana.

de mau humor disse...

Bom texto...olhar nos olhos é uma coisa que a gente não costuma fazer. Incomoda, constrange. Se tu olhas demais, a pessoa já acha que tu quer algo mais. As pessoas não se olham muito nos olhos. Isso é ruim...