terça-feira, 19 de outubro de 2010

Sobre calçadas e corações

Você já parou pra pensar que TALVEZ o grande amor da sua vida pode estar a alguns passos na sua frente na calçada, mas vocês nunca vão se cruzar porque você está sempre caminhando pra trás?



Eu nunca tinha pensado assim, porque me condicionei sempre a me afastar. Meus passos são sempre distantes, não me aproximo pra assim não tropeçar.

Tratei de arriscar.
Caminhando mais rápido, perdi o equilíbrio e cai. Fracassei ao tentar te seguir. E você partiu, rápido, atingiu o "longe", daqueles em que a gente já não consegue mais nem enxergar a sombra de tão afastado.

Sozinha, deixei que alguns passos acompanhassem os meus.
Mas foi pouco.

Tenho medo de tropeçar e cair de novo. Não vou dar conta de mais um arranhão.

Assustada, já nem caminho mais.
Paralisei.

Parada, deixo o mundo todo passar enquanto fico pra trás.


E lá se vão todos os amores da minha vida, escapando pelas minhas mãos.
Fugindo da minha visão.

2 comentários:

Letícia disse...

Cara, eu amo os seus posts!
São muito bons mesmo. Tu escreve sobre diversas coisas de um jeito muito agradável e lúdico para ler.
Parabéns!

Ps.: Esse, em especial, me identifiquei bastante. Lindo!

Beijos.

Renuska disse...

Poxa, obrigada, Letícia!! :)