segunda-feira, 23 de fevereiro de 2009

"now you can disagree with how i choose to live. but freedom isn't free unless you learn how to give."


Hoje acordei sentindo tua falta. Foi estranho, doeu mais do que “o normal”.

Lembrei daquela tarde que te encontrei, senti falta do teu abraço.

Lembra como foi?

Sentamos um de frente pro outro, e você segurou minha mão o tempo todo. Não lembro do que conversamos, nem do lugar. Mas lembro da sensação, e de como o mundo parecia ter parado.

Sinto falta dessa sensação.

Queria esses dias de volta, a repetição deles, um atrás do outro, sem fim.

Queria poder te ligar hoje e dizer que esse tempo todo eu estive me fazendo de forte, fingindo ser o que não sou. E meu deus, como é difícil! Tenho certeza que depois que eu vomitasse todas as palavras que tão pedindo pra sair, você ia rir e dizer “eu já sabia”.

Sinto falta do jeito que você me decifra.

Sinto falta dos (poucos) dias em que eu podia e conseguia ser feliz.

6 comentários:

Taís disse...

Hum, taí, tb sinto uma falta danada de um tempo que não volta. Falta não. Saudades mesmo, dessas que doem lá no fundinho.
Ai ai, como é que ninguém ainda inventou uma máquina do tempo, hein?
Gostei daqui, vou voltar mais vezes, tá?
Bjinhos

meus instantes e momentos disse...

ótimo post. Muito bom teu blog. Foi bom vir aqui,
Maurizio

Carla Silva e Cunha disse...

ola
vim ca para deixar um beijinho
espero que esteja tudo bem

iarashi disse...

me lembrou da musica da meg and dia
q fala i'm prepared to be happy and deceived.

Pedro Barbosa disse...

Ahahaha. Jornalista parece vagabundo mas trabalha né..Se trabalha..kakaka.

Bah. Eu adoro fotografia. É so´colocar uma máquina por perto que eu já saio a clicar. Contudo, nunca participei de concurso na facul.

Trabalhas com rádio, tv, jornal, pasquim?

Post interessnte, não tive como rememorar situaçoes do passado enquanto lia seu texto. Esses momentos em que paramos para relembrar coisas que não dizemos mexem bastante.
Belo post, escreves muito bem.

.o eu que (deveria) mas não quer calar disse...

voltei gata :)
sabe de quem eu acordo sentindo falta? de ti.

te amo.