segunda-feira, 7 de junho de 2010

Acidente de percurso

Foi tudo como um acidente. Um grave acidente. Uma tragédia, eu diria.

Você, o motorista, saiu ileso.
Eu, a passageira, fiquei pior.
Arremessada pra fora, voei por quilômetros, numa velocidade desconhecida, por um tempo inimaginável.
Não foi fácil.
Tive uma recuperação longa. Chata, dolorida, sofrida. Passei muito tempo tendo que lidar com as feridas, e hoje ainda tenho cicatrizes pra contar a história.
Não existia reabilitação boa o bastante pra me curar rapidamente. Tive que esperar. E entre os diversos tratamentos escolhidos, só o último mostrou resultado. Reagi bem.

Já mostro resultados, e o último exame foi positivo: Estou 80% curada.
Ainda sofro com o trauma, ainda dói. Mas me disseram que to quase curada. Acreditei.

Espero que não seja só uma fase.

Um comentário:

ana b. disse...

beibe... eu não sei muito bem do que tu tá falando. mas posso te garantir: sofri um acidente igualzinho e até hoje ainda sinto dores... na alma, se é que me entende. beijos, amo