segunda-feira, 28 de junho de 2010

Labirintite

Sou perfeccionista, e isso ajuda a explicar.
Todo motivo de eu ainda me incomodar, de ainda sofrer pelo que já passou.
O fracasso dói.

Busco sempre os 100%, quero atingir o ponto máximo. E se não dá certo, perco o rumo, fico me punindo, me revirando na cama.

Aqui ainda dói porque deu errado. Se tivesse dado certo, seria diferente. E talvez nem tivesse o mesmo valor. Mas perdi. E a derrota, nunca tem gosto bom.

As lágrimas são meu prêmio de consolação. Mas é como aquele troféu de segundo lugar: Não ajuda, não completa. É só uma desculpa pra gente seguir em frente.

E eu sigo.

3 comentários:

Impostor disse...

Faz um tempão que te leio, mas não escrevo...Só pra contar: temos pensamentos gêmeos.Te ler é me auto-justificar.

Renuska disse...

Poxa, impostor. Obrigada pelas palavras!
Pena que não dá pra realmente RESPONDER um comentário aqui no blogger... mas espero que você leia esse aqui :)

comentários assim motivam, sabe? Obrigada mesmo :)

Impostor disse...

é um prazer. Não pare.Pelo menos não até eu me achar. Hehehe.